O que é serviço de dragagem?
A técnica de Dragagem consiste na limpeza, desassoreamento, alargamento, desobstrução, remoção, derrocamento ou escavação de material do fundo de rios, lagoas, mares, baías e canais.
 
A dragagem ambiental visa a remoção de uma camada superficial de sedimento contaminado por compostos orgânicos e inorgânicos, sem que haja a ressuspensão destes contaminantes. Neste, existem procedimentos rigorosos aplicados tanto à operação de dragagem, quanto ao transporte e manejo do material dragado, assim como de sua disposição.
 

Tipos de dragagem

 
Implantação/Aprofundamento: Necessário para o desenvolvimento portuário, acompanhando a necessidade de receber navios com maiores calados, que necessitam portanto de maiores profundidades de lâminas d’água nos canais de navegação;
Manutenção: Necessária para garantir a profundidade local da lâmina d’água, reduzida progressivamente devido ao assoreamento, permitindo assim a navegabilidade e execução de manobras, sem risco à segurança da navegação;
Mineração: Destinada a extração de minerais com valor econômico;
Recuperação Ambiental: Com o objetivo de limpar áreas contaminadas, sendo realizada com equipamentos especializados para minimizar a suspensão do material contaminados.
 

Tipos de Draga

 
Draga é o equipamento responsável pela remoção de solo, rochas e lodos dos fundos dos rios ou dos portos. Veja quais são os principais tipos utilizados:

Mecânicas: Utilizadas para a remoção de cascalho, areia e sedimentos muito coesivos, como argila, turfa, e silte altamente consolidado.
Hidráulicas: Utilizadas para a remoção de areia e silte pouco consolidado. É bastante utilizada nos Estados Unidos.
Sucção: Os tipos de draga de sucção são as aspiradoras e as cortadoras. Nas aspiradoras, a sucção é feita por meio de um grande bocal de aspiração, como o dos aspiradores de pó. Com o auxílio de jatos de água, o material é desagregado e, através de aberturas no bocal, é aspirado e levado junto com a água aos tubos de sucção.
 
Destino do Material
 
O material dragado decorrente da atividade de Dragagem pode ser sedimentado por meio de tecnologias como Centrifugação/Decanters ou Tubos Geotêxteis/Bags e transferido para local de despejo autorizado por órgãos competentes.
 
Procedimentos para dragagem
Para quem deseja licenciar uma atividade de dragagem, o primeiro passo é procurar o órgão competente. Uma dragagem marítima pode ser licenciada pelo órgão federal (IBAMA), desde que localizada ou desenvolvida no mar territorial (Lei Complementar 140/2011).
 
A localização em águas interiores (em baías ou em foz de rios, por exemplo) – onde é mais comum a necessidade de dragagem – é de competência do órgão estadual, assim como as dragagens vinculadas diretamente a empreendimentos em terra, como o caso de uma dragagem associada a um terminal portuário específico, pois passa a se constituir uma obra concomitantemente em mar e terra. Cada órgão possui os procedimentos específicos, por isso siga rigorosamente o passo a passo de cada um para evitar problemas futuros.

WhatsApp